APRESENTAÇÃO
Shimano lança novo grupo Dura-Ace, supremacia para a prática do ciclismo de estrada

Trocas de marchas sincronizadas, medidor de potência, poder de frenagem hidráulica, novos perfis das rodas e conectividade wireless (sem fio) fazem parte da nova configuração

Acima de tudo, o novo Dura-Ace R9100 oferece transmissão superior minimizando a perda de energia de cada componente


A Shimano anuncia em lançamento mundial nesta quarta-feira (29) o Dura-Ace R9100, mais avançado grupo Shimano da história, fornecendo aos profissionais e entusiastas do ciclismo de estrada a resposta à pergunta de como melhorar o desempenho. Desde o início do ciclismo de competição, os pilotos procuram a combinação vencedora de componentes mais leves, fortes e confiáveis. Mais de 150 anos após o desenvolvimento dos primeiros componentes para bicicletas, a Shimano continua a impulsionar a busca pela inovação com o mais avançado grupo de ciclismo de estrada do mercado.

O conceito por trás do novo Dura-Ace R9100 foi examinar e melhorar cada um dos componentes a fim de otimizar e maximizar a pedalada. Em outras palavras, minimizando a perda da energia que o ciclista coloca na bike e o seu desempenho. Neste sentido, cada componente do grupo Dura-Ace R9100 foi projetado para trabalhar com a máxima eficácia em conjunto com todos os outros componentes do sistema. Esse é o conceito Shimano de grupo de componentes. E o resultado é o Supremacia em Sistemas.

O novo Dura-Ace R9100 adota o sistema desenvolvido para o mountain bike eletrônico, ao introduzir a tecnologia Shimano de sincronização de marchas do câmbio traseiro para as bikes de estrada. Permitindo assim aos ciclistas terem o controle de ambos os câmbios com o toque em apenas um único botão de troca de marchas.

O Dura-Ace R9100 inclui ainda uma opção integrada de medidor de potência, opções de freio a disco hidráulicos para melhor desempenho de frenagem e novos perfis de rodas para fornecer um novo nível de desempenho. Além disso, o Dura-Ace R9100 beneficia-se do novo aplicativo Shimano E-TUBE, habilitado para Bluetooth, o que permite aos ciclistas fazerem download de diferentes perfis para bicicletas equipadas com Di2 e também otimizar as preferências de trocas de marchas a partir de smartphones e tablets.

Transferência de potência ideal
O conceito por trás do Dura-Ace R9100 era o de maximizar o desempenho do ciclista, minimizando a perda de energia por meio do sistema de transmissão. Processo esse que começa com o pedivela.

Um novo design para o pedivela de 2x11 velocidades HOLLOWTECH II traz uma nova mudança estética e melhora de performance da troca de marchas para o Dura-Ace. O braço do pedivela do HOLLOWTECH II é mais alargado e mais leve, a coroa HOLLOWGLIDE melhora a rigidez e transferência de potência do ciclista por meio do pedal para a transmissão, enquanto diminui em 7g o peso em comparação com o pedivela Dura-Ace anterior.

Cinco variações de pedivela estão disponíveis nas seguintes relações: 50-34D, 52-36D, 53-39D, 54-42D e 55-42D, com sete comprimentos do braço do pedivela que vão desde 165 a 180 mm. Os pesos variam de 609 gramas (50-34D) a 621 gramas (53-39D).

O desempenho sem comparações do novo Dura-Ace R9100 é o resultado do sistema de componentes de ciclismo de estrada mais avançado neses 95 anos de história da Shimano

Medidor da potência
Com o medidor de potência Shimano integrado, o ciclista pode esperar dados em tempo real, extremamente precisos, para rastrear e analisar sua performance. O medidor de potência permite a integração e possui fácil instalação (emparelhamento) com unidades de exibição de terceiros para habilitar o nível mais sofisticado e preciso de medição de desempenho e análise anatômica disponíveis hoje.

Não somente a potência pura de watts pode ser medida, mas também as potências das pernas esquerda e direita podem ser medidas separadamente, bem como a cadência, dando ao ciclista a verdadeira medida do desempenho, isolado a partir de fatores externos, como inclinação, superfície da estrada e do vento.

Freio BR-R9100

O FC-R9100-P é o primeiro sistema de medição de potência do pedal da Shimano e também o primeiro medidor de potência integrado ao pedivela do mercado. É construído para fornecer aos ciclista um dos sistemas mais precisos de medição de potência, utilizando a tecnologia de bikefitting.com, uma empresa da Shimano de propriedade especializada em instrumentos altamente avançados em bike fit.

O "cérebro" do medidor de potência fica dentro do corpo do Dura-Ace na unidade do pedivela (a aranha) e o sensor fica dentro dos braços do pedivela para medir a potência das pernas esquerda e direita. O cérebro do sistema é discreto e compacto, proporcionando um sistema que é dos mais leves e com design mais clean do mercado. Devido o medidor de potência estar ligado à aranha, as coroas podem ser facilmente trocadas sem afetar a sua precisão.

A verificação do sistema e upload do firmware também podem ser operados pelo seu smartphone ou tablet por meio de uma conexão Bluetooth (E-TUBE). A unidade possui uma potente bateria recarregável e pode ser recarregada com um pequeno adaptador magnético sem a necessidade de retirar a tampa e a carcaça.

Fred Grappe, técnico da equipe de ciclismo profissional Française Des Jeux (FDJ), fez parte do time de desenvolvimento do sistema de medição de potência do Dura-Ace. "Atualmente, não dá para os ciclistas treinarem mais, e sim, treinarem de forma mais inteligente. A medição de potência permite isso, dá aos ciclistas a resposta em relação ao que suas pernas estão fazendo. Elimina toda e qualquer suposição, fornecendo um valioso e relevante feedback sobre o desempenho e mostrando aos ciclistas o que eles precisam fazer nos treinos e/ou na recuperação", destaca Grappe.

Câmbio dianteiro FD-R9100 Câmbio traseiro RD-R9100

"Se você está pedalando na raça, ou acumulando horas de treino, ou tentando manter uma velocidade média, então você está ignorando outras variáveis que poderiam fazer você pedalar melhor. Agora, o seu ponto real de desempenho será o que você produz ao pedalar quando utiliza o medidor de potência", complementa o chefe de equipe da FDJ.

"No passado a Shimano desenvolveu o mais avançado pedivela com medidor de potência que já trabalhei para utilização num laboratório. Nós trouxemos essa tecnologia e experiência do laboratório e transferimos para um sistema adequado para o uso em situações reais de corridas. Juntos com a equipe FDJ temos testado durante toda a temporada 2015/2016 e estamos incrivelmente impressionados com a amplitude da informação analítica", conclui Fred Grappe.

Um novo nível de desempenho de roda
Duas forças se combinam para retardar os ciclista: a resistência do ar e a inércia. As rodas do Dura-Ace R9100 são projetadas para combater estas forças por meio de características aerodinâmicas e reduzida resistência ao rolamento.

Duas novas plataformas de largura 28mm e aros C60 e C40 trazem uma roda mais rígida para reforçar a transmissão de força lateral e dianteira, com aros ultra leves de carbono de 60 mm e 40 mm, também projetados para reduzir a resistência do ar. Isso permite a roda do Dura-Ace R9100, em um cenário real, ganhar 16W em relação ao grupo de roda do Shimano Dura-Ace 9000, no aro C50.

Roda WH-R9100

As rodas C24 completam o Dura-Ace dando aos ciclistas a escolha de três alturas de aro: 60mm, 40mm e 24mm. As rodas estão disponíveis nas versões clincher, tubulares ou tubeless (sem câmara) com cubos de blocagem rápida e opção de eixo E-Thru (12mm).

Sistemas de mudança de marchas
O alcance das opções de mudança de marcha do Dura-Ace R9100 foi projetado para atender a todos os ciclistas de alto nível; trocas de marcha eletrônicas ou mecânicas podem ser combinadas com alavancas de freios hidráulicos ou mecânicos, podendo ser montadas em guidões ou clips de triatlo e contrarrelógio.

A introdução dos freios hidráulicos no grupo Dura-Ace vem oferecer maior controle e confiança na frenagem em condições severas de tempo. As capas das alavancas hidráulicas (ST-R9120/70) foram projetadas para incorporar o reservatório e oferecer posição ergonômica para as mãos, similar ao da alavanca de freio mecânico (ST-R9100/50). A posição da manete é customizável para maior precisão. Ciclistas que optarem pela versão eletrônica Di2 também podem customizar a função multi-shift (multi-trocas) através de botão de on/off, ou, através do software E-TUBE.

O par de trocadores mecânicos (ST-R9100) com alavancas de freio para aro pesa 365g e um par de alavancas de freio a disco mecânico (ST-R9120), 505g. Enquanto isso, trocadores eletrônicos para freio de aro (ST-9150) pesam 230g, e trocadores eletrônicos para freio hidráulico (ST-9170) pesam 360g (o par).

A função de trocas sincronizadas - SHIMANO Synchronized Shift, é a nova função introduzida ao grupo de estrada eletrônico, projetada para simplificar a escolha da marcha e facilitar a decisão em situações de corrida. Quando se compete em alto nível, o poder de tomar decisões fica um pouco prejudicado. Quanto menos estresse no piloto e quanto menos decisões ele tiver que tomar, menos erros irá cometer. Portanto o SHIMANO Synchronized Shift foi projetado para escolher a próxima marcha mais pesada ou mais leve, independente se a troca será no câmbio dianteiro ou traseiro.

Pedal PD-R9100

Dois modos de trocas sincronizadas estarão disponíveis

• Full SHIMANO Synchronized Shift (modo de trocas totalmente sincronizadas): o câmbio dianteiro reage com base na posição do câmbio traseiro. Isso significa que, quando ativado, não há necessidade de utilização de 2 trocadores para os câmbios dianteiro e traseiro. Os 2 botões de um único trocador controlarão os 2 câmbios.

• Semi SHIMANO Synchronized Shift (modo de trocas semi-sincronizadas): o câmbio traseiro reage com base na posição do câmbio dianteiro, fazendo a mudança para a marcha mais adequada quando o ciclista fizer a mtroca dianteira.

O modo full SHIMANO Synchronized Shift é extremamente útil no contrarrelógio e no triathlon. A Quantidade reduzida de botões simplifica as decisões tomadas pelos atletas e permite que as manetes sejam reduzidas em 20% de seu tamanho (largura de 40mm para 29mm) e redução no peso em 22% (de 128g para 100g). Trocadores satélites também incorporam este novo botão de uma função.

Câmbios dianteiros (FD-R9150, 104g) e traseiros (RD-R9150, 210g) incorporam estas novas funções de cockpit. Ambos câmbios eletrônicos são compactos e projetados para proteger as operações de troca de marcha em caso de acidente. O perfil baixo do câmbio traseiro vem com a tecnologia SHIMANO SHADOW RD, que posiciona o câmbio abaixo da área de funcionamento do cassete.

Os câmbios dianteiros e traseiros Di2 são conectados através da pequena unidade wireless EW-WU111 permitindo uma conexão privada ANT entre o Dura-Ace R9100 e dispositivos de outros fabricantes. Estes componentes podem ser conectados ao software Shimano E-TUBE que é amigável os aspectos programáveis do sistema de trocas de marcha eletrônicas Di2. Adicionalmente, através da tecnologia Bluetooth, poderá também ser acessível por smart phones e tablets.

Coroa CS-R9100

A versão mais atual do E-TUBE (2.11.1) também permite que perfis individuais dos atletas possam ser salvos e baixados para a bike, garantindo que você não tenha que reprogramar o sistema do zero a cada pedal ou competição.

A posição da caixa de junção (junction box) para transmissão eletrônica é determinada pelo quadro. Os fabricantes de quadro podem projetar quadros que acomodem esta peça dentro do downtube. Como alternativa, fabricantes de componentes podem projetar guidões ou mesas que acomodem o junction box. E estes ainda podem ser colocados fora do quadro, debaixo da mesa.

O Sistema de troca mecânica também vem com melhorias visando primordialmente trocas de marcha incrivelmente responsivas. Uma nova estrutura de câmbio dianteiro e montagem direta de câmbio traseiro SHIMANO SHADOW RD reduz o esforço fazendo com que a performance das trocas mecânicas fiuem ainda melhor. Peso do dianteiro (FD-R9100-F) e do traseiro (RD-R9100) é de 69g e 158g respectivamente.

Na mudança traseira, um novo cassete de 11-30 dentes com tecnologia HYPERGLIDE amplia a relação de marchas para os ciclistas e permite também uma conexão suave da corrente, com o ciclista fazendo trocas para cima ou para baixo.

Para completar o Sistema de transmissão, o novo e mais leve pedal Dura-Ace pedal, otimizado para o perfeito equilíbrio entre peso e rigidez.

Sistemas de freio
Existem duas opções de freios para ciclistas no nível Dura-Ace; freios de aro mecânicos ou freios a disco hidráulicos. Os freios hidráulicos a disco no novo grupo Dura-Ace trazem um novo elemento de controle e confiança extra para condições atmosféricas difíceis.

Pedivela FC-R9100

Pinças de freio de aro Dual-pivot ou de Montagem Direta oferecem desempenho incrivelmente potente, com o melhor equilíbrio entre rigidez, peso e poder de frenagem, com um design suave e maior espaço para pneus até 28c e redução de 43% na flexão, comparado com freios Dura-Ace anteriores. Opções de montagem direta integram design aerodinâmico no dianteiro (BR-R9110-F), no traseiro - no seat stay (BR-R9110-RS) ou debaixo do movimento central (BR-R9110-R).

Pinças do freio a disco hidráulico podem ser montadas diretamente no quadro (flat mount) para um design clean de perfil baixo. Novos rotores dedicados Dura-Ace administram melhor o calor para darem estabilidade na performance de frenagem. Com um adaptador maior, a transferência de calor através do rotor é diminuída e maior quantidade de calor pode ser dissipada no ar. Isso resulta em uma redução de 30C na temperatura do rotor, comparado com outros rotores FREEZA ICE TECHNOLOGIES.

Acima de tudo, o novo Dura-Ace R9100 oferece transmissão superior minimizando a perda de energia de cada componente.

Performance de trocas de marcha incrivelmente confiáveis, ampliadas pelo SYNCHRONIZED SHIFT e tecnologia HYPERGLIDE, junto de uma performance de frenagem melhorada, e rodas de aerodinâmica mais eficientes, se somam para um sistema definitivamente superior. E nesse meio tempo, o novo Dura-Ace R9100 medidor de potência traz a inteligência integrada ao pedivela, ajudando ciclistas a atingirem o melhor de sua performance através dos resultados obtidos neste primeiro pedivela com medidor de potência integrado do mercado.

Sem dúvida, o desempenho sem comparações do novo Dura-Ace R9100 é o resultado do sistema de componentes de ciclismo de estrada mais avançado nestes 95 anos de história da Shimano.

Sobre a Shimano - Empresa líder de mercado em componentes e acessórios para bicicleta e pesca, a Shimano foi criada em 1921 e possui sede em Sakai, no Japão. O escritório da Shimano Latin America (SLA) foi fundado em 2007.

 


CONTEÚDO EXCLUSIVO P/ ASSINANTES
Digite seu login e senha e faça seu download

Login:   Senha:  
 

 

 

 

 

 

 

 
1997-2017 Editora Quatro Estações - Todos os Direitos Reservados