MOMENTO OLÍMPICO
Ciclismo do Brasil encerra participação na Rio 2016 com bom desempenho no MTB masculino
 

Henrique Avancini chegou a ficar entre os líderes, mas fechou em 23º lugar. Rubens Donizete foi 30º e ouro foi para o suíço Nino Schurter

Mountain Bike na Rio2016 - CBC/Divulgação

Não faltou emoção para a torcida brasileira na final do mountain bike masculino da Rio2016, disputada neste domingo (21). Henrique Avancini e Rubens Donizete não decepcionaram e fizeram uma boa apresentação no percurso de 4.850 m montado no Parque Radical de Deodoro, terminando a prova na 23ª e 30ª posição, respectivamente. O campeão olímpico foi o suíço Nino Schurter. A prata ficou com o tcheco Jaroslav Kulhavy, campeão em 2012, e o bronze foi para o espanhol Carlos Nicolas.

O dia amanheceu chuvoso e as condições climáticas deixaram a pista muito pesada. Mesmo assim, o brasileiro Henrique Avancini partiu pra cima e logo na primeira das oito voltas alcançou a quarta colocação no start loop, fazendo o público local vibrar muito nas barreiras e arquibancadas. Com o barro em boa parte da pista, o ciclista, que é natural de Petrópolis (RJ), acabou fazendo mais força do que esperava, o cansaço se antecipou e o ciclista foi perdendo posições nas passagens seguintes. Henrique ficou no Top10 na primeira e segunda voltas, foi para 16º lugar nas duas voltas seguintes, depois caiu para 20º e fechou a prova em 1h41min18s, 23º colocação.

"Estava bem preparado, sabia que podia brigar pelo Top10. Larguei bem na segunda fila, mas o barro atrapalhou bastante, não consegui render bem. Aproveitei mais os trechos secos para não perder a distância, mas o cansaço foi grande. Agora, independente do resultado final, foi simplesmente maravilhoso ver o parque radical lotado, a torcida brasileira foi sensacional e isso é um grande marco para o mountain bike nacional. Essa Olimpíada foi maravilhosa e certamente temos que aproveitar o momento para fomentar ainda mais a nossa modalidade", afirmou Henrique.

Em sua terceira olimpíada, Rubens Donizete também fez uma excelente largada, ganhando posições importantes. Mas no start loop, o brasileiro se chocou com alguns atletas que caíram na pista, o que acabou forçando o atleta a fazer uma prova de recuperação. Rubinho acabou cruzando na 30ª posição, com o tempo de 1h44min01s.

"Larguei na quinta fila sabendo que precisava ganhar posições, mas logo no inicio acabei envolvido em um acidente e tive que mudar toda a estratégia da prova. Tentei a todo momento respirar fundo e não me desesperar porque ainda faltavam oito voltas. Fiz o meu melhor e tentei representar o Brasil da melhor forma para ganhar posições e chegar bem. Agradeço a oportunidade de poder representar meu país mais uma vez e acredito que essa olímpiada deixará um legado muito importante para todos os atletas brasileiros que puderam acompanhar a prova de uma forma ou de outra e sentir essa emoção de estar perto dos melhores do mundo torcendo pelo nosso Brasil", comentou Rubens Donizete.


 

CONTEÚDO EXCLUSIVO P/ ASSINANTES
Digite seu login e senha e faça seu download

Login:   Senha:  
 

 

 

 

 

 
1997-2016 Editora Quatro Estações - Todos os Direitos Reservados