Revista Bicycle
 

E-Bike

 Oct 09

Ducati Energia tráz ao Brasil seu produto mais inovador, a roda e-bike


O produto foi apresentado no salão Veiculo Elétrico, ocorrido em São Paulo, na última semana, que mostrou as principais novidades tecnológicas no mundo da mobilidade elétrica

Em entrevista ao diretor de Redação da Revista Bicycle, Eduardo Santos, Stefano Reggiani, executivo da italiana Ducati Energia, falou dos atributos da roda Freeduck 2, que transforma qualquer bicicleta comum em elétrica.

Bicycle: Estamos aqui no Salão do Veículo Elétrico, no estande da Ducati Energia, com Stefano Reggiani que vai nos falar a respeito da roda que transforma qualquer bicicleta comum numa bicicleta elétrica. Essa roda surgiu de um projeto com pessoal da roda de Copenhague? Poderia explicar para gente?

Stefano Reggiani: Exatamente. É um projeto que tem muitos anos, foi iniciado junto com a equipe da Universidade norte-americana para desenvolver uma roda de bicicleta que tinha integrado todo o sistema de gestão de energia e para proporcionar uma força pedalada, proporcional a pedalada. Depois de anos de trabalho conjunto, há 2 anos atrás as equipes se separaram em duas vias do projeto. Uma parte para poder recuperar e compensar a energia nos tempos mortos. Um tipo de aplicação que hoje em dia é utilizada nos veículos híbridos, e a parte que ficou com a Ducati, ou seja, de conseguir ter uma roda de bicicleta que pudesse ajudar na pedalada, na forma absolutamente natural, sem mudar o estilo de pilotar a bike, e permitindo ao ciclista de limitar o seu esforço. Essa é exatamente a roda Freeduck, da Ducati Energia. Uma roda que você pode montar em qualquer bicicleta, em poucos minutos, e que transforma a sua bike absolutamente convencional em uma e-bike, de tecnologia muito avançada.Você pode utilizar a e-bike com a roda que ajuda na sua pedalada, tira a parte da sua fadiga e você pode andar de bike, sem modificar o seu estilo de pedalada. 

Bicycle: Falando da questão de patentes. Você disse que foi um projeto que começou junto e agora vocês tem as patentes, digamos assim por conta da tecnologia que está envolvida no produto que vocês desenvolveram. Gostaria que você falasse um pouco mais como é que se deram esses registros?

Stefano Reggiani: A pesquisa da Ducati chegou a ter 6 patentes internacionais que estão embutidas dentro da nossa roda Freeduck. Seis patentes principalmente no controle, no torque da pedalada, no sistema de motor, e no sistema do inversor que controla o motor.

Bicycle: E logicamente vocês estão debutando nessa feira e hoje é o primeiro dia, estão sentindo o seu produto aqui pode pessoas que estão se aproximando para conhecer, fazendo test ride, qual é a  expectativa de vocês com relação ao mercado brasileiro?

Stefano Reggiani: A expectativa do mercado brasileiro, é a expectativa que a Ducati Energia que é uma grande indústria eletromecânica do continente europeu tem para o mercado brasileiro. É um mercado que está evoluindo na parte de mobilidade sustentável e a Ducati pensou em trazer um dos seus produtos, que a roda Freeduck para este mercado, apostando que é mobilidade sustentável vai ser o que vai traçar o futuro.

© Eduardo Santos
FREEDUCK WHEEL é a roda que permite transformar qualquer bicicleta de uma bicicleta tradicional em uma pedalada elétrica

autor do artigo

Eduardo Santos

Comentários

Comment Section

Nenhum comentário adicionado a este artigo

Adicionar Comentário:

Comment Section
Atenção apenas 255 caractéres



Artigos Simulares a Este

Revista Bicycle